Uma saia maxi listrada e cinco visuais

Tags

,

Marisa saia listrada pb
.
Eu tenho uma saia maxi listrada igualzinha esta da primeira foto, acima. Gosto muito dela, é bem confortável e ajuda a criar visuais simples e informais. Vejam algumas combinações que criei pensando numa saia assim:

MR Sets saia maxi listrada pb1Aqui o toque de cor fica por conta da bolsa. Mas claro que uma bolsa preta ou branca ou com outra cor brilhante, azul ou verde esmeralda, pode ficar muito bom também.

.

MR Sets saia maxi listrada pb2Esse é mais esportivo, com um tênis para sair por aí “batendo perna”.

.

MR Sets saia maxi listrada pb3A combinação com um azul petróleo ou turquesa fica linda!

.

MR Sets saia maxi listrada pb4Puxando para um visual com cara ibérica, lembrando o Flamenco. Amo!

.

MR Sets saia maxi listrada pb5Um cardigã colorido pode ficar bom nos dias mais fresquinhos ou frios.

.

Inspire-se!

Modesta e contemporânea?

Tags

, ,

crown-princess-victoria-hm Modesta e contemporânea

.

É possível ser modesta e contemporânea? Sim, claro. E não é assim tão difícil não. Basta um pouco de bom senso, observação da moda (não dos modismos, e sim do modo atual de vestir), dos costumes atuais, e vontade de vestir-se com decência, guardando o recato.

Muitas são as mulheres que possuem dúvidas sobre o que é um vestuário realmente modesto. Bom, quando a mulher é católica a coisa fica – ou deveria ficar – mais fácil, pois a Igreja deixou algumas instruções muito sensatas para nós:

Recordamos que um vestido não pode ser chamado de decente se é cortado mais que a largura de dois dedos sob a cova da garganta, se não cobre os braços pelo menos até os cotovelos, e se mal chega até um pouco abaixo dos joelhos. Além disso, os vestidos de materiais transparentes são impróprios …” (Cardeal-Vigário do Papa Pio XI)

Tivemos Papas que ensinaram sobre a modéstia, e tivemos ao menos um Papa que falou sobre a moda, que discursou aos estilistas e delegados em Congresso de Alta Costura, que deixou ensinamentos preciosos sobre a modéstia cristã. Com docilidade, humildade, bom senso e boa vontade, é possível vestir-se modestamente e com feminilidade, com charme, com elegância. Afinal de contas, ser modesta não significa ser desmazelada. E para a mulher que possui vocação para o matrimônio é muito importante que haja equilíbrio, para que ela saiba vestir-se de acordo com o seu estado e não como uma freira. Os adornos – acessórios, penteados, maquiagem – são permitidos para católicas sim e nunca foram proibidos. Leiam o Doutor Comum da Igreja, o angélico Santo Tomás, e entenderão sobre o assunto. Textos aqui, aqui e aqui.

Eu faço um esforço para trazer para cá para o blog visuais modestos e contemporâneos, ou ao menos visuais que inspirem a modéstia, naqueles casos que as medidas não são as melhores, mas que podemos aproveitar o modelo e mexer aqui e ali para tornar o traje de fato modesto. Procuro inspirar as mulheres – e de vez em quando os homens – a vestirem-se modestamente e com beleza. Somos católicos, e foi a Igreja Católica que criou a nossa Civilização, com toda a bela arquitetura, pintura, escultura, música, etc. Ora, porque com o traje deveria ser diferente? Não é. Deve ser belo também e de acordo com a época em que se vive. Por mais bonito que seja um vestido da Era Vitoriana, hoje não é mais adequado para o nosso uso. Pode ser adaptado, pode ser “repaginado”, customizado, mas impossível usá-lo da mesma forma que era usado no Século XIX. Se assim fizermos cairemos no ridículo. E a Igreja nunca mandou que caíssemos no ridículo. Pelo contrário, ensinou a nos portarmos cristãmente sempre e a nos vestirmos cristãmente também, adaptados a nossa época.

Se por um lado nós não podemos usar a desculpa de que “todo mundo usa então podemos usar” – como certos católicos pregam por aí erradamente -, por outro nós também não podemos manchar o nome de nossa religião vestindo-nos como se fôssemos membros de alguma seita, como os Amish ou os Quaker, por exemplo. Há que se buscar o equilíbrio. Existem sim roupas modestas e atuais, não precisamos ir para os séculos passados e copiar o que era usado antes, tudo do mesmo jeitinho. Inspiração sim, é sempre bem vinda, agora fantasiar-se de gente de outra época não vai ajudar a evangelizar, podem ter certeza.

Há mulheres que ficam com dúvidas quanto ao longo. Bom, eu adoro longo e uso saia longa sempre que posso (no ambiente de trabalho não é tão fácil, sabemos disso). Mas procuro combinar de forma que o visual fique contemporâneo. Essa é uma das minhas combinações básicas: camisa com mangas até o cotovelo ou dobradas para perto do cotovelo (regata por baixo, sempre), saia maxi e cinto:

camisa-branca-saia-longa-jeans-bolsa-gigante-xadrez-horz.

É claro que é possível usar o longo de maneira modesta e elegante. Algumas vezes os acessórios, os adornos em geral, é que farão a diferença.  Vejamos um exemplo de um visual belo, atual e modesto, criado com um longo, desta vez para festa:

Familia Real da Espanha - Parada Militar de Ano Novo- Leticia

Mais visuais com longos, aqui e aqui.

Espero que essa postagem ajude a esclarecer algumas dúvidas e ajude a compor visuais modestos, belos e atuais. Sim, isso é possível!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 198 outros seguidores