Tags

, ,

Por Cady Driver
Traduzido por Andrea Patrícia

vida

Eu sou uma feliz, ocupada mãe de três crianças. Eu tenho duas meninas tagarelas e um menino de nove anos de idade imprensado entre elas na linha do tempo familiar. Criar um menino não é tarefa fácil. Tiro o meu chapéu mental para qualquer mãe que tenha mais de um menino. As questões dos meninos são muito diferentes das questões das meninas. Ao passo que meu rapazinho cresce e meu olhar sempre vigilante varre nossa cultura, vou ficando cada vez mais consciente do que eu preciso ensiná-lo no mundo das mulheres e da modéstia.

A Modéstia não é apenas uma questão das mulheres. Não importa quantas vezes nós postamos sobre isso, não importa quantas roupas modestas compramos, encaremos, nossos meninos precisarão adaptar algumas robustas habilidades de sobrevivência visual neste mundo. Há uma infinidade de ciladas visuais e armadilhas com as quais os nossos filhos irão lutar e ser tentados, realisticamente, eu sei que eles VÃO ver coisas, não importa o quanto nós tentamos protegê-los.

Meu rapaz, Jacob, é o homenzinho mais feliz. Ele tem um enorme sorriso radiante, uma risada contagiante e grandes olhos castanhos de apertar o coração com um conjunto invejável de cílios. (Por que os meninos sempre têm os melhores cílios?) Ele é tão cheio de vida e vitalidade que há momentos em que o meu coração de mãe dói. Eu sei quais serão as lutas e tentações que ele vai encarar ao passo que amadurece para a vida adulta.

Meu marido e eu começamos a prepará-lo com dicas e instrumentos que ele vai precisar empregar quando ele se tornar o homem honrado que nós estamos guiando para ser. O diálogo sobre a modéstia, as mulheres modestas e como um homem de verdade desvia o seu olhar quando uma situação imodesta se apresenta, se tornou mais comum em nossa casa recentemente. Quando nós passamos pela estante de revistas no supermercado, eu incentivo todos os meus filhos a evitar olhar e eu explico-lhes que a visão das mulheres em vários estados de nudez causa danos tanto a auto-estima das garotas quanto ao desenvolvimento dos garotos quanto à visão e o respeito às mulheres.

Desejamos que o nosso filho tenha alta consideração pelas mulheres. Eu não quero que ele veja a mulher como um objeto visual, que está lá simplesmente para satisfazer seu desejo nas brilhantes, impessoais páginas de uma revista. Sei que muitos podem discordar desta linha de pensamento e argumentam que não há mal nenhum em olhar …. mas …. há dano …. um grande dano.

Toda jornada começa com um passo e eu acredito firmemente que a futura luxúria, insatisfação conjugal, infidelidade, vício pornográfico e a violência sexual começam com apenas um simples olhar, um pequeno pensamento…. uma pequena semente de luxúria. Ela começa com uma mente jovem e impressionável, encorajada a ver imagens que não são a realidade, imagens que impiedosamente desbastam a dignidade das mulheres e o respeito que costumava ser tão comum com relação a elas.

Não, não é isso que eu quero para meu filho. Embora eu não possa protegê-lo de tudo, posso dar-lhe as ferramentas, as advertências e as instruções de valor inestimável para ajudá-lo a ficar forte em face da tentação visual.

Eu quero que ele saiba da rica plenitude e satisfação do amor de sua futura esposa. Eu quero que ele a valorize e não tenha sua mente cheia de imagens ridículas que nossa cultura engole tão apaixonadamente.

Para que ele valorize uma mulher, ele deve aprender a seguir o exemplo de seu pai e desviar os seus olhos, mudar de canal, jogar fora a revista e escolher integridade.

Agora é a hora para instruir a nova geração de homens e mulheres de valor. O futuro de seu filho depende disso, o seu futuro casamento e saúde mental dependem disso – para não mencionar a estabilidade da sociedade em geral.

Algo a dizer?

Original em: Modestly Yours