Tags

, , ,

Por News Softpedia.com

Traduzido por Andrea Patrícia

 

Você desistiria de assistir TV para sempre por um milhão de dólares? 25% dos americanos responderam “negativo” em uma pesquisa feita há alguns anos. Em outra pesquisa, os homens foram perguntados sobre o que poderia torná-los felizes. O desejo principal era uma TV de plasma!

Mundialmente existem 1,5 bilhão de aparelhos de TV e o número de espectadores é, naturalmente, maior. Estudos mostraram que as pessoas dedicam em média 3 horas por dia para assistir TV. Os norte-americanos ficam 4,5 horas diárias na frente da TV e os japoneses 5! Quatro horas por dia vendo televisão, significa que pela idade de 60 anos passamos 10 anos na frente da TV.

Assim como as drogas ou fumo, a TV cria dependência. Os espectadores têm sintomas de desejo e negligenciam a sua vida social e familiar. Também passar muitas horas em frente à TV leva à obesidade.

Ainda assim a TV pode ter aspectos positivos. Pode ser uma ferramenta didática, pois desta forma podemos saber sobre os países ou as pessoas não tínhamos idéia de sua existência. Nós “viajamos” das selvas para as geleiras e até o fundo dos oceanos, dos átomos às estrelas. Compreendemos melhor política, história, cultura e eventos atuais. Ela diverte, educa ou influencia.

Mas a televisão também vem com uma grande dose de exposição ao sexo e à violência. Filmes com brigas, crimes, efeitos especiais e sexo capturam a atenção e o sensacional se torna banal, para manter vivo o interesse dos espectadores os produtores querem chocar indo para os extremos. As cenas de violência e sexo, por sua vez, tornam-se cada vez mais explícitas. Mesmo nos casos em que essas cenas não desenvolvem agressividade por si só, podem fazer com que os adultos fiquem mais tolerantes a elas. Ainda, os investigadores advertem que as cenas de violência têm um impacto negativo sobre as crianças.

Ver televisão também influencia o humor. Uma imagem pode nos fazer raiva, causar choro ou fazer rir. Anúncios de publicidade, assistidos durante vários anos, influenciam o que você vai comprar. A Coca-Cola investe anualmente US$ 2,2 bilhões e tem lucro de US$ 22 bilhões. Trinta segundos de publicidade podem influenciá-lo, enquanto anos assistindo programas pode educá-lo.

Pesquisadores alertam que as crianças menores de dois anos não devem assistir TV. Este é o período em que seu cérebro cresce rapidamente e eles devem jogar e interagir com pessoas do mundo real para o desenvolvimento de suas habilidades físicas e comportamentais.

Descobriu-se que os desenhos influenciam o comportamento de crianças de seis a doze anos mais do que a escola, já que eles podem gastar 38 horas por semana assistindo TV, enquanto menos de 30 na sala de aula.

A TV ensina às crianças que atitude tomar em determinadas situações, sem explicar se é bom ou ruim. Se uma criança vê que um personagem de desenho animado amarra seu adversário, com resultados satisfatórios, ela provavelmente fará o mesmo. Crianças são mais propensas a imitar o que vêem na TV do que o que aprendem na escola, pois a escola é vista mais como uma obrigação.

Deixe a TV fora do quarto: isto irá eliminar 1,5 horas por dia a do tempo que você dedica a assistir TV. Além disso, se a TV está localizada no quarto da criança, os pais não sabem o que ela está vendo.

 

Original aqui.